quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Fábio Faria recebe prefeitos e garante apoio aos municípios

O deputado federal Fábio Faria (PSD RN), reeleito para o quarto mandato, recebeu nesta terça-feira, (17), vários prefeitos do interior do RN em seu gabinete da Câmara, em Brasília. 

Os chefes dos executivos municipais foram pedir apoio ao parlamentar para garantir recursos, por meio de emendas, para 2019. Fábio garantiu apoio e reforçou seu compromisso de trabalhar pelo fortalecimento dos municípios.

“Conheço bem as dificuldades enfrentadas pelos municípios. Por isso, as portas do meu gabinete estão abertas para os prefeitos e vereadores que buscam nosso apoio para pleitos municipais. Meu objetivo, enquanto parlamentar, é trabalhar pelo fortalecimento dos municípios e uma das formas de operacionalizar esse ajuda, é destinando e liberando recursos, seja por emendas ou verbas extras, para obras e ações importantes”, destacou Fábio.  

A caravana de prefeitos está em Brasília tentando garantir que os parlamentares destinem recursos para suas cidades. A bancada potiguar se reunirá na próxima terça-feira, 30, justamente para discutir e definir emendas para o Orçamento da União 2019.
Mais informações »

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Fome obriga mães a darem os próprios filhos na Venezuela; 87% da população do país vive em situação de pobreza

Aos seis meses de gravidez, uma venezuelana se mostra decidida: vai dar o bebê que carrega no ventre quando ele nascer.  Ela não é a única a recorrer a esse caminho em meio à crise que assola o país — e que tem deixado cada vez mais gente com fome e sem condição de alimentar os próprios filhos.  

No poder desde 1999, o grupo de Hugo Chávez — morto em 2013 e substituído no poder por Nicolás Maduro em uma eleição realizada no mesmo ano — adotou medidas econômicas que levaram o país à escassez de alimentos, à hiperinflação e ao colapso dos serviços públicos.  

As críticas internacionais ao chavismo na região esbarraram, muitas vezes, no apoio de governos alinhados ao projeto — como setores do próprio PT, no Brasil, que ainda manifestam apoio ao governo de Maduro, mesmo que seu candidato à Presidência, Fernando Haddad, tente se distanciar da questão.  

O país, que já foi um dos mais ricos da América Latina e chegava a distribuir empréstimos e doações na região, enfrenta hoje uma crise sem precedentes.  Com a queda, alguns anos atrás, no valor da cotação do petróleo, que responde por 95% das exportações venezuelanas, o país viu secar sua principal fonte de renda. Ainda que os preços tenham se recuperado parcialmente no mercado internacional, a falta de modernização do setor tornou extrair petróleo uma operação menos lucrativa.  

Dados oficiais mostram que 87% da população do país vive em situação de pobreza, contra 48% em 2014.  A taxa de inflação, estimada em 1.000.000% até o final do ano, tem piorado ainda mais o cenário. Em 2017, os venezuelanos perderam 11 kg em média por causa da fome.  Como resultado, cada vez mais crianças têm ido parar nas ruas e cada vez mais mulheres se veem forçadas a entregar seus filhos às autoridades ou a famílias em melhores condições financeiras — um efeito devastador da crise sobre a futura geração.

“Eu expliquei aos meus filhos que não queria abandoná-los”, diz outra mulher à BBC News. “Mas não tenho como sustentá-los.”  A mulher tem cinco filhos e há três anos entregou três deles às autoridades. Ela diz que “um dia” vai tentar recuperá-los.  Histórias semelhantes de separação entre mães e filhos em função da crise surgem nas favelas venezuelanas.  Judith entregou sua filha logo após o nascimento. E chora quando relembra a história. “Eu pensei que, fazendo isso, conseguiria alimentar meus outros filhos e que minha bebê teria um futuro melhor”, diz ela, emocionada. “Me sinto arrasada por não tê-la comigo”.  A busca por comida, inclusive no lixo, tem se tornado uma visão comum no país. 

Com a pobreza crescente, também virou comum a imagem de crianças vivendo nas ruas.  “Tinha comida às vezes lá em casa, mas não suficiente. Éramos muitos”, diz um menino em um grupo com outros jovens.  Um adolescente sentado ao lado dele também revela traços de uma vida difícil. “Saí de casa porque minha mãe me maltratava”, conta. “Me cansei disso, mas também pensei nos meus irmãos. Queria deixar a comida para eles”.  Apesar das dificuldades, o primeiro menino demonstra esperança em dias melhores. 

“Eu sei que um dia vou estudar e, quando eu crescer, vou ajudar a quem precisa, porque eu sei o que é depender de ajuda”. A figura paterna era ausente na maior parte das famílias que conversaram com a reportagem.
  
BBC
Mais informações »

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Whatsapp avalia propostas para conter disseminação de notícias falsas. Entre elas diminuir o “repassando”

Depois de entrar na mira da Justiça Eleitoral por conta da disseminação de notícias falsas no primeiro turno das eleições 2018, o WhatsApp prometeu avaliar sugestões do Conselho Consultivo Sobre Internet e Eleições do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para combater as “fake news”, segundo apurou o Estadão/Broadcast

Uma das ideias apresentadas na reunião realizada nesta terça-feira, 16, foi a de reduzir ainda mais a quantidade de vezes que uma mesma mensagem pode ser compartilhada – das atuais 20 para 5, como é feito na Índia.  

Na reunião, realizada via teleconferência com representantes do WhatsApp, o aplicativo também colocou em mesa as suas propostas, que agora serão avaliadas pela área técnica do TSE. “Eles se propuseram de oferecer ao TSE algumas ferramentas que não são comuns para o usuário ordinário. E o TSE vai avaliar a utilidade dessas ferramentas para os interesses da Justiça Eleitoral”, contou o vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques, sem entrar nos detalhes na proposta.  

Segundo Jacques, a dificuldade está em empregar para o aplicativo de mensagens a mesma metodologia de combate às fake news usada nas redes sociais. Jacques listou os três pilares deste enfrentamento aplicados às plataformas abertas: alfabetização midiática (ensinar as pessoas a serem críticas quanto ao que recebem), checagem de informação e o direito de resposta.  

“Isso já é factível nas redes sociais, e o WhatsApp está aquém disso. E essa é a nossa conversa”, relatou o procurador, admitindo a dificuldade de se traçar um plano efetivo de enfrentamento a disseminação de informações falsas pelo aplicativo.  Como parte importante do combate as notícias falsas caminha em descobrir quem originalmente produziu o conteúdo, as providências esbarram no “núcleo duro” do WhatsApp, que sustenta a privacidade de seus usuários como algo “sagrado”, destaca Jacques.  

“Assim como para vocês da imprensa o sigilo da fonte é sagrado, para um mensageiro como o WhatsApp a privacidade das comunicações é sagrada. Ele considera que aquilo que as pessoas conversam não é visível”, comparou o procurador. “Esse é uma das coisas que o WhatsApp demonstra na conversa conosco, que 90% do tráfico do aplicativo no Brasil é interpessoal. Não é essa megalópole de grupos que as pessoas tendem a imaginar”, completou o vice-procurador-geral eleitoral.  

Propostas   

O resultado do encontro desta terça-feira divide conselheiros. Há quem veja o encaminhamento dado ao problema de forma pessimista, entendendo que não há mais tempo para conter os estragos da situação. Essa ala considera que a Corte Eleitoral subestimou o impacto da proliferação de notícias falsas durante a campanha e está “atuando a reboque dos fatos”.  

Por outro lado, a perspectiva de eventualmente o WhatsApp efetivar alguma das medidas propostas anima outros integrantes do conselho.  

Além de propor um limite mais restrito para o encaminhamento de mensagens via WhatsApp, a ONG SaferNet Brasil, integrante do conselho, também sugeriu que o aplicativo reduza o número de grupos que um único usuário pode criar, de 9.999 para 499, além de limitar o número de grupos que um mesmo usuário pode integrar.  

A ONG, que faz parte do conselho desde sua formação, ainda defende a remoção – durante o período eleitoral – da ferramenta “encaminhar” que aparece adjacente a vídeos e áudios, e quer que o aplicativo desenvolva uma ferramenta para auxiliar as pessoas a conferirem a veracidade do conteúdo disseminado na plataforma.  

Em nota, o WhatsApp afirmou que teve “uma produtiva conversa”, em referência a reunião realizada com o conselho. “O WhatsApp teve a oportunidade de se reunir com o Conselho Consultivo do TSE por meio de uma videoconferência hoje. Tivemos uma produtiva conversa sobre as ações que tomamos para mitigar o mau uso e como podemos trabalhar juntos para combater a desinformação. Estamos ansiosos para continuar o diálogo durante o período eleitoral”, disse. 

ESTADÃO CONTEÚDO
Mais informações »

domingo, 14 de outubro de 2018

Cerca de 820 milhões de pessoas passam fome no mundo, estima ONU

Cerca de 820 milhões de pessoas passam fome no mundo, segundo o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres. Em mensagem divulgada hoje (16), no Dia Mundial da Alimentação, o secretário-geral pede que a comunidade internacional se comprometa “com um mundo sem fome, um mundo em que todas as pessoas tenham acesso a uma dieta saudável e nutritiva.”  De acordo com o secretário-geral, em cada grupo de nove pessoas, uma “não tem o suficiente para comer”. A maioria é mulher.  

Guterres acrescenta ainda que cerca de 155 milhões de crianças sofrem de sofrem de subnutrição crônica e podem ter de lidar com os efeitos da deficiência de crescimento durante toda a vida. Em um mundo onde cerca 1,3 bilhão de toneladas de comida são desperdiçadas todos os anos, a fome causa quase metade das mortes infantis. Para ele, “isso é intolerável”.  

Ele ressalta que um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável. Os 193 Estados-Membros da ONU adotaram em setembro do ano passado a Agenda 2030, composta por 17 objetivos e 169 metas para países desenvolvidos e em desenvolvimento.  Segundo ele, este objetivo é sobre unir a força de todos, sejam países, empresas, instituições ou indivíduos. Guterres acredita que todos devem fazer parte de sistemas alimentares sustentáveis.  

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) publicou ontem (15) o relatório Estado da Alimentação e Agricultura, que este ano explora como a migração está ligada à segurança alimentar, à agricultura e ao desenvolvimento rural. 

Agência Brasil
Mais informações »

sábado, 13 de outubro de 2018

UFRN abre inscrição em mais de 100 vagas para Residência Médica

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) e da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), continua com as inscrições abertas, até o dia 22 de outubro, segunda-feira,  para o processo seletivo de residência médica, com ingresso no ano de 2019.  

São oferecidas 129 vagas para exercício em 2019, em áreas diversas, como Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia do Aparelho Digestivo, Cirurgia Geral, Cirurgia Videolaparoscópica, Clínica Médica, Dermatologia, Endocrinologia Pediátrica, Ginecologia e Obstetrícia, Otorrinolaringologia, Reumatologia, Urologia, Infectologia, Psiquiatria, entre outras.  

O processo de seleção acontece em duas etapas: a primeira consiste de aplicação de uma prova objetiva a ser realizada no dia 18 de novembro, e a segunda consiste da análise curricular do candidato. As inscrições são feitas exclusivamente no site do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve). A taxa de inscrição é de R$ 180. Consulte o edital clicando aqui.

Com informações da UFRN
Mais informações »

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

'Uma Tarde Divertida para as Crianças' nesta sexta (12), no Supermercado Pai e Filho!

'Uma Tarde Divertida para as Crianças' nesta sexta (12), no Supermercado Pai e Filho!
Mais informações »

Sexta (12) e Sábado (13) com ofertas imperdíveis no Supermercado Pai e Filho e Rede Oeste Supermercados!

Sexta (12) e Sábado (13) com ofertas imperdíveis no Supermercado Pai e Filho e Rede Oeste Supermercados!
Mais informações »

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Emater-RN receberá caravanas de agricultores familiares na Festa do Boi 2018

A Emater-RN estará presente na 56ª edição da Festa do Boi, recebendo diversas caravanas de agricultores familiares assistidos pela instituição. Na Fazenda Modelo - a réplica de um espaço rural - serão apresentadas aos participantes diversas ações desenvolvidas no campo.

Para o grande público, a Festa do Boi 2018 será aberta oficialmente na sexta-feira (12), às 18h, no Parque de Exposições Aristófanes Fernandes, em Parnamirim. Além das caravanas, a Fazenda Modelo será aberta ao público diariamente das 08h às 18h. 

Através da Fazenda Modelo, a Emater-RN busca reproduzir com fidelidade o ambiente do campo, com o objetivo de informar ao público sobre as políticas públicas que a instituição executa e as atividades de Assistência Técnica e Extensão rural (Ater) que presta aos pequenos e médios produtores rurais do Estado. 

Durante todos os dias do evento, os visitantes poderão conhecer a “Feira da Agricultura Familiar”, que fica no espaço da Fazenda Modelo e onde serão comercializados produtos advindos da pequena produção rural. Também haverá distribuição de mudas de espécies nativas. 

No escritório da Emater-RN, os visitantes poderão receber atendimento sobre as políticas públicas para a agricultura familiar, projetos de fomento, acesso ao crédito rural e de todos os programas desenvolvidos pela instituição. 

Simultaneamente a todas essas atividades, a Emater-RN oferece uma exposição permanente abordando diversos assuntos como, “Vegetação nativa do semiárido”, “Formas alternativas de cultivo de hortaliças”, “Apicultura/Meliponicultura”, “Barragem subterrânea, cacimbão e tipos de renques assoreados”, “Banco de proteínas”, entre outros temas. Também haverá oficinas de gastronomia, sanidade animal, fruticultura e de artesanato.
Mais informações »

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Inscrições para o concurso do Banco do Nordeste vão até segunda-feira

Quem pretende trabalhar no Banco do Nordeste tem até segunda-feira, dia 15, para efetuar sua inscrição para o concurso público. Está aberta seleção para os cargos de Analista Bancário, que exige nível médio, e Especialista Técnico – Analista de Sistemas, de nível superior. 

As provas serão realizadas no dia 2 de dezembro em todos os estados do Nordeste, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Brasília.  As inscrições podem ser feitas no site da empresa organizadora, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos  Cebraspe:  www.cespe.unb.br/concursos/banco_do_nordeste_18.

O edital com todas as informações da seleção, como os salários e benefícios, está disponível na página.  Os candidatos a Analista Bancário precisam ter concluído o ensino médio até a data da posse no cargo. 

O mesmo vale para os Especialistas Técnicos – Analista de Sistemas, que devem portar diploma de graduação em Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Engenharia da Informação, Informática, Sistemas de Informações, Tecnologia da Informação, Processamento de Dados, Segurança da Informação, Tecnologia em Telemática ou ter pós- na área de Informática ou Segurança da Informação.
Mais informações »

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Em nota, UFRN confirma casos de violência por motivação política

A Universidade Federal o Rio Grande do Norte (UFRN) emitiu uma nota em que confirma que casos de violência motivadas por questões político-partidárias. 

No mesmo documento, a instituição adianta que adotará todas as medidas legais cabíveis para evitar que esses casos se repitam e que vai continuar mantendo o seu posicionamento de defesa da democracia.  
Confira nota na íntegra 

A UFRN contra a intolerância e na defesa da Democracia  A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) vem a público reiterar sua postura de defesa da pluralidade de pensamento e de respeito às liberdades políticas e individuais, ao mesmo tempo em que repudia veementemente todo ato de violência a qualquer cidadão brasileiro.

Entende-se que a existência da Universidade, pilar do desenvolvimento científico e tecnológico nacional, depende do exercício da liberdade de opinião, caracterizando-se como um espaço incompatível com qualquer forma de intolerância ou opressão.  

A UFRN externa sua preocupação e lamenta profundamente a disseminação de atos de constrangimento e violência física e moral, ocorridos em todo o país por motivação político-eleitoral, inclusive os que atingem membros da sua comunidade universitária.  

Caminho para construir um país justo, inclusivo e democrático, a UFRN, como instituição federal de ensino superior pública, gratuita, autônoma e de qualidade, adotará todas as medidas legais cabíveis para coibir que atos de violência se repitam no âmbito da Instituição, da mesma forma em que manterá sua postura incondicional de defesa da Democracia e contra todo tipo de preconceito e discriminação em nosso país.  
Mais informações »

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

TSE quer ajuda de WhatsApp para tentar combater fake news

Ainda sem apresentar resultados efetivos no combate a fake news, o conselho consultivo sobre internet e eleições coordenado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) realizou sua primeira reunião na tarde de quarta-feira (11).  

Agora, o grupo informou que quer fazer uma parceria com o WhatsApp para tentar combater a proliferação de notícia falsa pela internet, em especial por meio de redes sociais.  

“Acabamos de alinhar um contato com o WhatsApp para fazermos uma reunião”, disse Estêvão Waterloo, secretário-geral do TSE e coordenador do conselho consultivo.  Segundo ele, “a avaliação lá atrás é de que o cenário [de notícia falsa influenciando a eleição] seria muito pior. Não é cenário simples, é preocupante no mundo inteiro”. 

A proliferação de notícia falsa atingiu o próprio TSE e a confiabilidade na Justiça Eleitoral. O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) levantou a possibilidade de fraude da urna eletrônica, que chegou à 12ª eleição no país sob ataque inédito e relatos de desconfiança dos eleitores em redes sociais. 

O tribunal garante que o sistema é seguro.  Waterloo disse que o TSE estuda fazer um aplicativo para receber fake news e que o tribunal faz “todos os esforços” para que fique pronto até o segundo turno, dia 28 de outubro. Ele destacou que o tribunal vai fazer uma página no site para tratar de notícias falsas.  

Na semana passada, a Folha mostrou que o TSE falhou no combate a fake news na campanha de primeiro turno e que as propostas do grupo criado pelo órgão não saíram do papel.  O conselho consultivo, criado no fim da gestão de Gilmar Mendes, foi a bandeira da gestão do ministro Luiz Fux à frente do tribunal, de fevereiro a agosto de 2018.  

Em junho, o então presidente do TSE, ministro Luiz Fux, disse que a legislação brasileira prevê a possibilidade de anulação de eleições se o resultado for influenciado pela difusão de fake news. 

Folhapress
Mais informações »

domingo, 7 de outubro de 2018

STF reafirma que Correios podem demitir servidor sem abrir processo administrativo

O Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou que a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) tem liberdade para demitir seus empregados celetistas e deve apenas expor a motivação para efetivar a medida.  Os magistrados restringiram a decisão aos Correios e aprovaram a seguinte tese a ser aplicada pelas instâncias inferiores. “A ECT tem o dever jurídico de motivar em ato formal a demissão de seus empregados”.  

A discussão ocorreu nos embargos de declaração da estatal contra decisão de 2013 de desprover parcialmente recurso extraordinário, com repercussão geral reconhecida, que confirmou entendimento do Tribunal Superior do Trabalho (TST) no sentido de ser inválida dispensa de funcionário com ausência de motivação.  

Assim, o STF reafirmou entendimento de que celetistas da empresa, apesar de terem passado em concurso, não têm estabilidade, uma vez que não é necessário instaurar processo administrativo disciplinar e possibilidade de contraditório do funcionário para dispensá-lo.  

Basta, fixou o plenário, que os Correios motivem expressamente a demissão, seja por queda de arrecadação, rearranjo interno de cargos ou qualquer razão.  “O ato é discricionário e leva em conta conveniência e oportunidade, mas para evitar perseguição política a empresa deve expor uma motivação para demitir”, explicou o ministro Alexandre de Moraes.  

Desta forma, o STF decidiu que não incide ao caso o Artigo 41 da Constituição, que lista as situações em que servidores públicos podem ser demitidos, como condenação com trânsito em julgado ou mediante PAD.  Durante parte do julgamento, os ministros discutiram se ampliavam o entendimento do caso a todas empresas públicas de economia mista. 

Ao final, porém, a maioria concordou que seria mais adequado fixar uma tese minimalista que possa ser aplicada somente a funcionários celetistas da ECT.  Caso as outras empresas queiram se beneficiar do mesmo entendimento, terão de recorrer à Corte, afirmaram os ministros.  Jota Info
Mais informações »

sábado, 6 de outubro de 2018

Parabéns, minha querida Maria Ivany!

Parabéns, minha querida,  feliz aniversário, feliz vida, feliz dia 06, dia grandioso, pois o milagre da vida se renova em sua vida em mais um ciclo que começa hoje. Deus lhe permita sempre saúde e paz!
Mais informações »

Para o empresário e professor Zezé Cardoso, folhinha deste 06 de outubro!

Para o empresário e professor Zezé Cardoso, folhinha deste 06 de outubro, para quem remetemos sinceros votos de muita paz, saúde abundante e sucesso nos seus projetos. (Gente de Umarizal).
Mais informações »

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Deputado Nelter Queiroz rompe com Carlos Eduardo e anuncia apoio a Robinson Faria!

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) acaba de romper com o grupo político do ex-prefeito de Natal e candidato ao Governo do RN, Carlos Eduardo Alves (PDT).  

A razão do rompimento, é mais uma vez a falta de compromisso político do ex-prefeito de Natal, que não consegue cumprir a palavra  nem mesmo com os próprios aliados, imagine com o povo do Rio Grande do Norte?!  

Diante do cenário, o deputado estadual Nelter Queiroz decidiu apoiar à reeleição do Governador Robinson Faria, e já anuncia aos quatro cantos do Rio Grande do Norte sua nova parceria política, e pede aos aliados e lideranças em todo o RN, que migrem os apoios políticos ao projeto de reeleição de Robinson Faria (PSD).
Mais informações »

# Compartilhar

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest

Seguidores

Copyright © Rosângela Cunha | Traduzido Por: Yago Design - Galera Na Mídia