quarta-feira, 8 de julho de 2015

Estudantes fazem artigo elogiando o trabalho da Polícia em Umarizal.

Três estudante da cidade de Umarizal escreveram um artigo sobre a redução da violência na cidade nos últimos dois anos. A cidade com características de cangaço, já foi conhecida como uma das cidades mais violentas do Rio Grande do Norte, e hoje desfruta da tranquilidade e sensação de segurança diariamente.
No artigo, Antonio Thayrone Lopes de Oliveira, Mara Alice Batista dos Santos e Pedro Bores Cândido de Oliveira Mesquita, descrevem detalhadamente como a cidade era e como está após o trabalho intenso dos novos Policiais Militares e agentes de Polícia Civil na cidade.

“Passávamos por um processo intenso e duro de marginalização, onde ferramentas importantes como a educação passava despercebidas diante de tantas ocorrências. Adultos e principalmente jovens eram os personagens principais dessa onda violenta presente na cidade, impulsionados pela ideia de ‘dinheiro fácil, luxo e ostentação”, escreve Antonio Thayrone.

Embasados por fontes oficiais, como registros e boletins de ocorrências, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), documentos, por fontes secundárias como entrevistas, manchetes de jornais e blogs, o grupo apresentou um trabalho trazendo à tona elementos importantíssimos para a discussão sobre violência, e a realidade vivenciada por quem mais sofre com tudo isso, os familiares e as pessoas que perderam seus entes queridos através de atos violentos.

Ainda segundo os estudantes, o processo de pacificação começa a ser efetuado e fluente principalmente no segundo semestre do ano de 2014, onde o trabalho da polícia era algo plausível, diante tanto perigo, a postura de compromisso foi fundamental para essa etapa, começa aí uma nova realidade de vida, vivenciada dia-a-dia pelos moradores da cidade.

De posse de informações de uma pesquisa teve como fonte principal, os dados do IBGE, delegacia de polícia civil do município, CRAS e conselho tutelar, os estudantes puderam fazer um mapeamento gráfico dos índices de violência no município. Dos 21 crimes de homicídios registrados em 2014, apenas 5 foram registrado até hoje na cidade.  Assim como os crimes, os assaltos caíram de 40 para 4 registrados na Delegacia local.

“Além do mais, ao analisarmos as notícias que foram divulgadas pela imprensa e compararmos com os da polícia Civil, podemos notar claramente que depois do trabalho eficiente da polícia, a população passou a confiar mais, e assim efetuar as denúncias com mais frequência”,  afirmou Mara Alice Batista dos Santos.

Aproximação

Para Pedro Bores Cândido de Oliveira Mesquita, com o trabalho de pacificação e combate ao crime que começou a ser feito nos primeiros meses ano, foi possível perceber o quanto a situação era alarmante, considerando casos de  tráfico de drogas á matadores de aluguel.
Os estudantes ainda ressaltam a o trabalho em escolas e junto à sociedade no geral do agente de Polícia Civil Erick Guerra, mais conhecido como “caçador”. Segundo eles, aos poucos o policial conquistou seu espaço e realiza diante a população uma relação de superproteção, carisma e execução de um excelente trabalho.

Fonte: http://190rn.com/
Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

# Compartilhar

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest

.

.
.

Transparência

Transparência
Pelo Bem do RN

Total de visualizações

Seguidores

Tenho anjos no céu.

Tenho anjos no céu.

Somente!

Somente!

Facebook

Estou no PENSADOR

Indique o nosso site!


Arquivo do blog

Copyright © Rosângela Cunha | Traduzido Por: Yago Design - Galera Na Mídia