terça-feira, 14 de julho de 2015

Vereador de Mossoró chuta o pau e “faz ameaças ao Governador e Prefeito de Mossoró.”

Uma gravação com declarações do vereador Flávio Tácito (DEM) vazou nas redes sociais no último fim de semana e chamou a atenção pelo conteúdo ofensivo. O parlamentar defende a manutenção de uma mulher em sua função no Hemocentro e afirma que irá “chutar o pau da barraca”, caso a funcionária seja substituída.

Ele afirma em um dos trechos: “Vamos evitar problemas aí no Hemocentro. Arinete é uma pessoa muito ligada a mim. Vamos trabalhar juntos. Não vamos colocar Silveira (Francisco José Jr.) em dificuldades não, porque com ela ninguém mexe”.

E complementa: “Com ela ninguém mexe porque eu não deixo. Pode vir Jesus, pode vir Robinson (governador), pode vir o papa, se mexerem nela eu bagunço e uma bagunça minha sobra para Silveira e Robinson. Se eu pegar a tribuna da Câmara eu descasco. Vamos evitar e não queiram mexer com ela, porque mexendo com ela estão mexendo comigo”.

Flávio deixa claro a sua insatisfação com a decisão tomada contra a suposta aliada política, e diz que ficará “louco”, caso seja contrariado. “Eu sou vereador, quando estou num barco estou para ajudar, mas quando estou para desmantelar eu desmantelo e não tem quem impeça e Silveira sabe. Eu não tenho medo de governador, de prefeito, de primeira-dama. Eu estou pedindo, não me queira ver louco que eu chuto o pau da barraca”.

Procurado pela reportagem do O Mossoroense, Flávio Tácito disse que não irá mais comentar sobre o assunto. De acordo com ele, a situação narrada pela gravação já foi resolvida, e não há necessidade de tamanha “celeuma”.

Em entrevista à rádio Difusora, na manhã de ontem, Flávio Tácito, porém, reafirmou as declarações gravadas em vídeo e disse que estava sendo perseguido politicamente. Segundo o parlamentar, a sua fala no áudio foi na tentativa de impedir uma injustiça (no caso, a demissão da funcionária), e que não tem “rabo preso” com o prefeito e que não teria problemas em deixar a bancada governista.

“Não tenho medo o que digo está aí (…) jamais vou calar a boca com injustiças e o que iam fazer com Arinete era uma injustiça (…) fui às ruas eleger o governador, eleger o prefeito, no dia que não der eu saio de cabeça erguida. Sou aliado do prefeito, mas se não me quiserem, saio numa boa, não tenho rabo preso”, afirmou o parlamentar na entrevista, ressaltando que é uma vítima no episódio.

Por O Mossoroense
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

# Compartilhar

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest

.

.
.

Transparência

Transparência
Pelo Bem do RN

Total de visualizações

Seguidores

Tenho anjos no céu.

Tenho anjos no céu.

Somente!

Somente!

Facebook

Estou no PENSADOR

Indique o nosso site!


Arquivo do blog

Copyright © Rosângela Cunha | Traduzido Por: Yago Design - Galera Na Mídia