sexta-feira, 15 de abril de 2016

O Ministério Público Federal lançou um aplicativo para smartphones que permite ao cidadão fazer denúncias de crimes e outras ilegalidades diretamente ao órgão.


O Ministério Público Federal (MPF) lançou nesta semana um aplicativo para smartphones que permite ao cidadão fazer denúncias de crimes e outras ilegalidades diretamente ao órgão. A tecnologia, já disponível para os sistemas iOS (Apple) e Android (Google), possibilita o envio de fotos, áudios e vídeos que possam provar os delitos.  

Uma função ainda a ser instalada é a geolocalização, em que o aparelho identifica o local exato onde ocorre o problema relatado, caso o usuário não saiba (caso de aldeias indígenas ou fazendas, por exemplo). O mesmo aplicativo serve para sugestões, críticas e reclamações sobre a atuação do MPF.  

O aplicativo é uma extensão virtual das 156 salas de atendimento ao cidadão espalhadas pelo país, onde é possível fazer as denúncias fisicamente.  As procuradoras Raquel Cristina Silvestre e Lívia Nascimento Tinoco ressaltaram, na apresentação, que o objetivo é aproximar ainda mais o cidadão do MPF.  

“A proposta é de parceira com cidadão e a finalidade é aumentar a fiscalização do uso do dinheiro púbico, da probidade e honestidade. É promover a inclusão. Fazer a fiscalização do dinheiro, do atendimento hospitalar que não é prestado, do serviço público que não está disponível”, exemplificou.  

Presente no lançamento, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, saudou a iniciativa e disse que o sucesso do aplicativo depende das respostas que o MPF dará no cumprimento de suas funções. “Ao passo em que facilitamos a chegada de informações ao MPF, também deveremos estar preparados para dar resposta a esse fluxo de informações que deverá vir de forma contínua e direta”, afirmou.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

# Compartilhar

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest

Seguidores

Tenho anjos no céu.

Tenho anjos no céu.

Facebook

Indique o nosso site!


Arquivo do blog

Copyright © Rosângela Cunha | Traduzido Por: Yago Design - Galera Na Mídia