segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Sobrinha-neta de Sarney é encontrada morta no Maranhão. Cunhado é apontado como suspeito da morte

A sobrinha-neta do ex-senador José Sarney, Mariana Costa, 33 anos, teria sido assassinada por asfixiamento na noite deste domingo (13), em São Luís.  

A vítima teria sido encontrada em sua cama, desacordada, mas ainda respirando e com marcas de asfixiamento. Mariana chegou a ser socorrida, porém não resistiu. 

Câmeras de segurança da residência, no bairro do Turu, serão avaliadas pela polícia para identificar o autor do crime. Mariana é filha do ex-deputado Sarney Neto.  

O marido da vítima, Marcos Renato, filho do empresário José Renato (Laticínio São José), prestou esclarecimentos na delegacia.  O corpo da jovem foi levado ao Hospital São Domingos. 

Após avaliação médica, foi verificado marcas de estrangulamento no pescoço. Depois seguiu para o Instituto Médico Legal (IML) para ser submetido a necrópsia a fim de confirmar a causa da morte. 

É realizada perícia na residência da vítima procedendo a coleta de vestígios e determinando a dinâmica dos fatos, a partir das circunstâncias analisadas.  

Mariana Costa era mãe de duas filhas, de 11 e 9 anos e frequentava a Igreja Batista do Olho D’Água, na capital. O empresário Lucas Porto, cuja família é proprietária da Planta Engenharia, está sendo apontado como principal suspeito do assassinato da jovem Mariana Costa, de 33 anos, no final da tarde desse domingo, 13. 

Mariana era sobrinha-neta do ex-presidente da República e ex-senador José Sarney.  A jovem foi encontrada em casa, no bairro do Turu, pelas filhas, despida, desacordada e com sinais de asfixia. Mariana é filha do ex-deputado estadual Sarney Neto.  

Segundo informações, ela foi levada ainda com vida para um hospital da cidade, mas não resistiu.  O marido da vítima, Marcos Renato, filho do empresário José Renato, dos Laticínios São José, estaria em uma festa de aniversário no momento do crime, deixando de ser, assim, apontado como suspeito do crime.  

De acordo com informações preliminares, ainda não confirmadas, Lucas Porto, casado com a irmã de Mariana, já teria sido levado para a Penitenciária de Pedrinhas.  

O corpo da jovem foi liberado do Instituto Médico Legal por volta das 4h da manhã desta segunda.  O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da capital.  

Prisão  

Foi preso nesta segunda-feira (14) Lucas Leite Ribeiro Porto, suspeito de assassinar a jovem Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, de 33 anos, encontrada morta em casa, neste domingo (13), com sinais de asfixia.  

Lucas Leite Ribeiro Porto, de 37 anos, cunhado da vítima, foi ouvido pela Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoa (SHPP) e ainda na manhã desta segunda foi encaminhado para Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.  
Ele é apontado pela polícia como o principal suspeito pelo crime, e está sendo investigado porque aparece duas vezes em imagens do sistema de câmeras do condomínio onde a vítima morava, no Turu. Em uma das ocasiões ele é visto descendo as escadas.  

Imagens das câmeras de segurança mostram que Lucas Porto esteve duas vezes no prédio. Na primeira vez, deixou as filhas de Mariana. Na segunda, subiu, passou cerca de 40 minutos no apartamento dela e saiu de lá apressadamente, não pelo elevador, mas pelas escadas do prédio. 

Ao ser autuado em flagrante, Lucas apresentava escoriações nos braços.  Ele foi autuado em flagrante, submetido a exames toxicológicos e está preso na Delegacia de Homicídios.  Lucas Porto é casado com uma irmã de Mariana, mas não confessou o crime.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

# Compartilhar

Twitter Facebook Google Plus LinkedIn RSS Feed Email Pinterest

.

.
.

Transparência

Transparência
Pelo Bem do RN

Total de visualizações

Seguidores

Tenho anjos no céu.

Tenho anjos no céu.

Somente!

Somente!

Facebook

Estou no PENSADOR

Indique o nosso site!


Arquivo do blog

Copyright © Rosângela Cunha | Traduzido Por: Yago Design - Galera Na Mídia