.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Governo discute agricultura familiar com a Fetarn

O fortalecimento da agricultura familiar foi reforçado pela governadora Fátima Bezerra na tarde desta segunda-feira (25), quando ela recebeu a síntese “Plataforma da Agricultura familiar: Por um Rio Grande do Norte com Desenvolvimento Sustentável e Solidário”. 
O documento, entregue pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte (Fetarn) à governadora quando ainda era candidata, reúne desta vez as principais reivindicações do setor ao Governo do Estado.  

Entre as pautas solicitadas está o Programa Garantia Safra, ações de construções de tecnologias alternativas, qualificação profissional técnica, solicitação de barragens, a Central de Comercialização da Agricultura Familiar, a Marcha das Margaridas e o projeto de reforma da previdência.  

“É enorme a minha alegria em atender uma das principais reivindicações de vocês durante a campanha que foi a criação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf). Esta é uma estrutura que criamos para dizer que a agricultura familiar é prioridade para nossa gestão, é a partir dela que as ações e políticas desse segmento avançarão”, disse a governadora durante a reunião que contou com a participação do vice-governador, Antenor Roberto, dos deputados Francisco do PT, Isolda Dantas, Souza Neto e George Soares, secretários estaduais, representantes sindicais e militâncias locais.  

O titular da Sedraf, Alexandre Lima, destacou que a síntese apresentada dialoga com as discussões do governo. “Muitas pautas extrapolam as ações da secretaria, mas como a governadora vem propondo desde o início iremos integrar as ações pensando no governo como um todo.” Ele também destacou o fato de a Emater estar ligada à secretaria. “A Sedraf não veio para qualquer coisa, veio para ser protagonista neste governo e buscaremos sempre manter o diálogo com os movimentos.”  

Para o presidente da Fetarn, Manoel Cândido, a audiência propôs rediscutir as temáticas da Plataforma. “Fizemos um resumo e tiramos alguns pontos que tratamos como imediatos, urgentes. Saímos satisfeitos com a sensibilidade da Governadora com as questões e os encaminhamentos dados com a Sedraf”, afirmou.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: : Yago S.

imagem-logo