quinta-feira, 16 de maio de 2019

Deputada elogia política de promoção dos direitos humanos do governo do RN

Ao participar de um debate em Natal, na noite desta quinta-feira (16), a deputada federal Maria do Rosário, destacou a iniciativa da governadora Fátima Bezerra de criar uma secretaria voltada especificamente para a defesa dos direitos das mulheres, da juventude e das pessoas com deficiência.

O evento foi a primeira ação oficial promovida pela nova Secretaria das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos do RN (SEMJIDH), que trouxe o debate sobre a centralidade dos direitos humanos na defesa da vida, da dignidade humana e da cidadania, bem como os desafios dos direitos humanos diante da atual conjuntura social. “A deputada Maria do Rosário tem uma trajetória de lutas em defesa dos direitos humanos, é um símbolo para todos nós que não desistimos da luta por mundo sem preconceitos, sem opressão, com igualdade de oportunidades e de direitos para todos e todas”, disse a governadora Fátima.
 
Com a criação da SEMJIDH o Governo tem condições de avançar em matéria de ações de direitos humanos. Um exemplo é poder tratar as pessoas portadoras de deficiência como portadores de direitos. “O Rio Grande do Norte está fazendo uma gestão que procura incluir as pessoas, olhar o rosto humano, transformando programas em ações concretas. Esse é o jeito de ser da governadora Fátima Bezerra. E ela decidiu, em parceria com a Assembleia Legislativa, criar uma pasta específica para as mulheres, juventude, direitos humanos, pessoas com deficiência. Quando ela engloba todo esse universo de pessoas, que são mais vulneráveis, significa garantir também, como programa de governo, os direitos dessas pessoas”, destacou Maria do Rosário.
 
A deputada tratou também de temas relacionados à educação, à saúde, à segurança, desmistificando a ideia de que direitos humanos estão do lado de quem comete crime. “Os DH são pela lei, pela organização, contra a impunidade. E se posicionam sempre contra a violência”, enfatizou.
 
De acordo com Arméle Brennand, titular da SEMJID, o projeto “Lá vem os Direitos Humanos” deve ser um diálogo permanente com a população com o objetivo de enfrentar as incompreensões, para que as pessoas entendam que os direitos humanos devem estar presentes em todas as políticas públicas, voltadas à qualidade de vida e ao desenvolvimento humano, para um país melhor com menos violência. A base dos direitos humanos é o respeito à dignidade das pessoas.
 
Participaram do evento e estiveram na mesa, o vice-governador Antenor Roberto, a deputada federal Natália Bonavides, a deputada estadual Isolda Dantas, a senadora Zenaide Maia e os secretários Fernando Mineiro (Gestão de Projetos e Articulação Institucional), Íris Oliveira (Trabalho e Habitação), e as adjuntas Márcia Gurgel (Educação) e Laíssa Costa (Direitos Humanos). Na plateia estavam representantes de outras pastas do Governo do Estado, bem como diversas representações de entidades de classe e movimentos sociais.



Fotos: Ivanísio Ramos 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: : Yago S.

imagem-logo