sábado, 27 de julho de 2019

Azul dá início a comercialização de mais de 1700 novos assentos semanais para o RN

A Azul Linhas Aéreas deu início a venda de novos voos  para o Rio Grande do Norte. O estado vai ganhar frequências diárias para as cidades de Recife e de Campinas, no interior de São Paulo. No total, serão 1708 novos assentos semanais, sendo 490 no trecho que liga Recife a Natal, com início da operação em 24 de  setembro, e 1218 nos voos oriundos do aeroporto de Viracopos, a partir de dezembro deste ano.   
 
Os aeroportos de Recife e Viracopos são dois hubs da  Azul responsáveis pela distribuição e transferência de voos para conectar os passageiros até seu destino final, por isso, são considerados de extrema importância no Brasil. “A nossa expectativa é que as conexões realizadas nesses dois aeroportos potencializem  o fluxo de turistas vindo das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste para o Rio Grande do Norte”, enfatiza a secretária de Turismo, Aninha Costa.

“A parceria com o Rio Grande do Norte é fundamental  para a implantação desses voos e de outros que virão no futuro. Temos visto um incremento sólido no turismo no estado e desejamos contribuir cada vez mais para o desenvolvimento da economia potiguar, especialmente facilitando o acesso de clientes além dos  eixos Rio, São Paulo e Brasília às atrações do RN, via Natal e Mossoró”, comentou, Marcelo Bento, Diretor de Relações Institucionais e Alianças da Azul.     

De acordo com dados da Azul Linhas Aéreas, atualmente  o trecho de Recife para Natal possui 1960 assentos por semana. Com o incremento de 490 novos assentos, estarão disponíveis um total de 2450 lugares semanalmente. Já no caso de Viracopos, os 292 assentos por semana ganharão o incremento de 1218 assentos, chegando  em um total de 1510 lugares.      

Os novos voos para o Rio Grande do Norte são resultado  da assinatura do regime especial de redução do querosene de aviação (QAV), assinado no dia 18 de junho, que estabelece a redução da base de cálculo em cinco alíquotas: 12%, 9%, 5%, 3% e 0%. Em contrapartida, as companhias aéreas devem cumprir metas para assegurar a redução.

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Turismo do RN

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: : Yago S.

imagem-logo