segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Governo do RN investe em Tecnologia da informação para facilitar a vida da população

"A Escola de TI significa que o Estado está dialogando com o passado e o futuro. Estamos vivendo a era digital. Toda a sociedade está digitalizada”, expôs a governadora Fátima Bezerra ao destacar a importância da Escola de Tecnologia da Informação para a Gestão Pública, na solenidade oficial de inauguração, que ocorreu nesta segunda-feira (02).  

Durante o evento, realizado na Escola de Governo, onde está instalado fisicamente o laboratório concebido para desenvolvimento de plataformas digitais, foram assinados termos de cooperação entre a Secretaria de Estado da Administração (SEAD) e as instituições de ensino UERN, UnP e Fapern (Fundação de Apoio à Pesquisa do RN), que são parceiras desse projeto.  

A Escola de TI, como vem sendo chamada, teve sua inauguração oficial hoje, mas as atividades estão a pleno vapor, sob a coordenação do servidor público estadual e professor universitário Hideljundes Paulino. Ela foi criada com objetivo de dotar a Administração Pública Estadual de um ambiente propício ao desenvolvimento gratuito de softwares inteligentes, que visem a melhoria na prestação dos serviços públicos, além da economia de recursos.  

"O mais importante é que ao desenvolvermos nossas próprias plataformas, detemos a propriedade intelectual dos softwares. Isso significa que o trabalho não corre o risco de ser interrompido por término de contratos ou algo semelhante”, disse o coordenador, servidor lotado na Emater-RN (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural).   

O laboratório já funciona com uma infraestrutura necessária para a criação de softwares que possuem aplicabilidades úteis para a sociedade, além de estimular os alunos a colocarem os conhecimentos da sua vida acadêmica em prática e, ao mesmo tempo, remodelar a maneira de prestar serviços públicos.

Entre as plataformas já desenvolvidas ou em desenvolvimento pela Escola, estão o site da Central do Cidadão; o Portal da Transparência; o Sistema de Informação e Gerenciamento do Campo (Ceres Cidadão); o RNConsig – Sistema de Consignados; o Sistema de Cadastro do Banco de Talentos; o Kiron, de gestão hospitalar, entre outros.  

A secretária Virgínia Ferreira destacou que, além de economia de recursos e agilidade no tráfego de informações, a Escola de TI também nasceu com intuito de promover a valorização do servidor. “Temos alguns projetos em andamento, como a especialização para os servidores da Segurança e graduação de dois anos, em parceria com IFRN, em Gestão de TI”, disse.  

As aplicações desenvolvidas na Escola de TI são criadas por uma equipe de servidores públicos do RN e alunos universitários de cursos como Engenharia da Computação, Ciências da Computação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Sistemas de Informação e Engenharia de Controle e Automação.  

Estavam presentes à solenidade o vice-governador Antenor Roberto; os reitores Pedro Fernandes (UERN) e Gedson Bezerra Nunes (UnP); o presidente da Fapern, Gilton Sampaio; o vice-diretor do Instituto Metrópole Digital, Adrião Duarte); e a diretora da Escola de Governo, Raquel Silveira.   

Fotos: Elisa Elsie.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: : Yago S.

imagem-logo