segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Varella chama fala de Bolsonaro sobre HIV de “desumanidade” e “grosseria”

O médico Drauzio Varella esteve no programa de entrevistas da TV Cultura, Roda Viva, nesta segunda-feira (10). Durante a entrevista ele criticou a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e elogiou o Sistema Único de Saúde (SUS). As informações são do Congresso em Foco.  


Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que pessoas que vivem com HIV representam grande despesa para o país. “Qualquer pessoa com HIV é uma pessoa que, além do problema de saúde gravíssimo, que temos pena, é custoso para todo mundo. Vocês focaram que o aidético é oneroso no Brasil. Estou levando porrada de tudo quanto é grupo de pessoas que têm este problema lamentavelmente”, afirmou o presidente no sábado (8).  

O médico afirmou ao Roda Viva que quando se trata do HIV, ainda há muito “preconceito e desumanidade”. “A sociedade sempre fez isso, [atirou no doente] a culpa da doença que ele tem. Na idade média, [quanto] a hanseníase, eles diziam que eram os impuros, aqueles que eram os ímpios, os que não acreditavam em Deus, os que ofendiam a Deus. A tuberculose, quem eram? Eram os devassos, os devassos que pegavam tuberculose, e na AIDS, os promíscuos. Essas pessoas não pensam que isso pode acontecer com alguém da família delas”, explica o Varella que classifica esse tipo de comentário como “uma desumanidade inqualificável. Uma grosseria que não merece nem comentário.”

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: :

imagem-logo