terça-feira, 3 de março de 2020

Mossoró tem maior volume de chuvas em um único dia desde 1966, aponta Emparn

As chuvas do fim de semana marcaram o início do período chuvoso em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Oito municípios registraram chuvas acima de 100 milímetros (mm). No último sábado (29), segundo o boletim pluviométrico da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), a cidade de Mossoró, no Oeste Potiguar, registrou recorde de chuva diária, com 176,4 milímetros, o maior volume desde 1964.  

O volume pluviométrico registrado apenas no sábado já representa 36% do que é esperado pelos meteorologistas até maio para toda região Oeste potiguar: 479 milímetros. “Este volume de chuvas em Mossoró é o maior dos últimos 56 anos. As chuvas pelo interior devem continuar no decorrer dos próximos meses devido a atuação da Zona de Convergência Intertropical atuando sobre a região”, destacou o chefe da Unidade de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.  O município de Jaçanã, localizados na região Agreste, registrou o maior volume de chuva acumulada, com 244,3 milímetros, no período entre sexta-feira (28) e a manhã desta segunda-feira (2), segundo o boletim pluviométrico.  

Na Mesorregião Central, o município que mais choveu foi o de Lagoa Nova, com 130 milímetros. E no Leste Potiguar, Montanhas registrou o maior acumulado com 76,1 milímetros. Em Natal, de acordo com a Emparn, choveu 51 milímetros. “A previsão para a semana é de céu parcialmente nublado em todo o RN”, disse Bristot.  Até maio, ainda de acordo com a Emparn, a previsão é de que o volume das chuvas fique na média ou acima da média em todas as regiões potiguares. A expectativa é de 479 milímetros na região Oeste, 376 na região Central, 342 na região Agreste e 533 milímetros na região Leste.  Volume do Açude Dourado, em Currais Novos, sobe para 81%  

Em razão das fortes chuvas do fim de semana, o Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) registrou nesta segunda-feira (2) aumento expressivo no volume de água do açude Dourado, localizado em Currais Novos, no Seridó. Até a última semana, o reservatório estava com 1,71% da sua capacidade total, que é de 10 milhões metros cúbicos. Agora, a unidade de armazenamento está com 8,3 milhões de metros cúbicos, o que corresponde a 81,02% do volume.  

A Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, atualmente acumula 540,6 milhões de metros cúbicos, correspondentes a 22,78% da sua capacidade total.  A barragem Santa Cruz do Apodi, que possui capacidade para 599 milhões de m³, atualmente acumula 112 milhões de m³, correspondentes a 18,7% da sua capacidade total. Na última semana, o reservatório estava com 108 milhões de m³, o que corresponde a 18,06% do seu volume total.  

O açude Umari, com capacidade para 292 milhões de m³, atualmente acumula 79,9 milhões de m³, correspondentes a 27,32% da sua capacidade total.  O açude Marechal Dutra (Gargalheiras), localizado em Acari, atualmente acumula 2,9 milhões de m³, percentualmente 6,72% da sua capacidade total que é de 44 milhões de m³. Já o açude Itans, localizado em Caicó, que estava seco, recebeu pequena recarga, acumulando 40.513 m³, o que corresponde a 0,05% do seu volume total que é de 75,8 milhões de m³.  

As reservas hídricas superficiais totais do Estado atualmente são 977 milhões de m³, percentualmente, 22,33% da capacidade total de acumulo das bacias potiguares, que é de 4,3 milhões de m³. Na última semana as reservas hídricas totais do Estado eram 955.839.502 m³, correspondentes a 21,84% das reservas totais.  Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn 11 estão com volumes inferiores a 10% das suas capacidades totais, considerado nível de alerta, percentualmente o número representa 23,40% dos mananciais monitorados. Já os açudes secos são 7, o que representa 14,89% dos reservatórios monitorados. 

Na última semana os reservatórios em nível de alerta eram 12 e os secos também eram 7.  Os reservatórios com níveis inferiores a 10% são: Bonito II, localizado em São Miguel; Jesus, Maria, José, em Tenente Ananias; Lucrécia, localizado no município de Lucrécia; Malhada Vermelha, em Severiano Melo; Gargalheiras, em Acari; Passagem das Traíras, em São José do Seridó; Esguicho, em Ouro Branco; Cruzeta, localizado na cidade de Cruzeta; Santa Cruz do Trairi, em Santa Cruz; Flechas, localizado em José da Penha e Itans. Já os secos são: Santana, localizado em Rafael Fernandes; Pau dos Ferros, localizado em Pau dos Ferros; Pilões, localizado no município de Pilões; Inharé, em Santa Cruz; Trairi, em Tangará, Japi II, em São José do Campestre e Zangalheiras, em Jardim do Seridó.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: :

imagem-logo