segunda-feira, 13 de abril de 2020

Ao apresentar os números atualizados até a manhã desta segunda-feira (13), sobre a pandemia do novo coronavírus, o secretário de Estado da Saúde Pública Cipriano Maia foi taxativo: "Queremos que população continue colaborando, ficando em casa e tomando todas as precauções por que estamos numa curva ascendente. Os números de casos confirmados e mortes estão aumentando".


Estão confirmados 339 casos de pessoas contaminadas em 27 municípios. São pessoas na faixa etária dos 20 aos 59 anos. O número de óbitos em consequência do novo coronavírus é de 17, ocorridos em 8 municípios. Outros 12 óbitos estão em investigação. Há 110 pessoas internadas, entre casos confirmados e suspeitos - 62 em hospitais públicos e 48 em hospitais privados. A relação de casos confirmados no RN é de 9,1 ocorrências por 100 mil habitantes. A letalidade é de quase 5%.   

"Precisamos continuar em alerta. A curva de ocorrências é ascendente. É necessário manter o isolamento, permanecer em casa. Apenas aqueles que trabalham em atividades essenciais devem sair e guardar todas as medidas de proteção recomendadas pelas autoridades sanitárias", reforçou Cipriano Maia.

Ele informou que o Governo do RN está avançando nas parcerias com os municípios na elaboração de planos de contingência para o novo coronavírus. "Esta semana vamos avançar na implantação do plano de contingência e contamos com o entendimento e com o apoio dos governos municipais para ofertar atendimento adequado no interior", afirmou o secretário da Saúde, explicando que a maior dificuldade é adquirir respiradores.   

O Laboratório Central do Governo do Estado (Lacen) processou todos os exames que recebeu. Foram realizados 1.897 exames até o último domingo (12). "Retomamos a regularidade dos exames. Eles são necessários para que tenhamos o menor número de casos, de ocorrências graves, e possamos sair da pandemia com os menores danos possíveis. E vamos manter as testagens em parceria com Instituto de Medicina Tropical da UFRN", afirmou Cipriano.

HOSPITAL DE CAMPANHA   Sete empresas apresentaram propostas que estão sendo analisadas. As propostas são para contratação de serviços diferentes como fornecimento de equipamento, pessoal e insumos. Nos próximos dias, o Governo deve anunciar o resultado da avaliação.   

O secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, disse que a pandemia da Covid-19 exige acompanhamento diário pelo Governo e citou as reuniões realizadas no final de semana com o setor supermercadista e com a Federação do Comércio. “Ainda nesta segunda teremos nova reunião para tratar de possíveis ajustes no decreto que estabelece o fechamento do comércio aos domingos e feriados”, declarou.   

Segundo o secretário, o Governo tem ouvido e negociado permanentemente com todos os setores da sociedade para tomar decisões. “A orientação da governadora Fátima Bezerra é negociar, o que estamos fazendo também com os municípios. Os números crescentes preocupam e precisamos contar com a colaboração da população, das várias instâncias do poder público e do setor produtivo", enfatizou Raimundo.  

Foto: Elisa Elsie

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: :

imagem-logo