domingo, 15 de novembro de 2020

No RN, 64% dos prefeitos concorrem à recondução

Cerca de 2,4 milhões de eleitores irão às urnas para a escolha de prefeitos em 167 municípios do Rio Grande do Norte, onde 107 candidatos ou 64% dos atuais chefes de Executivos tentam à reeleição, contando inclusive com aqueles que assumiram mandatos em decorrência de afastamentos, cassação de mandados, renúncia ou desistência de disputa do cargo por diversos motivos. 

Pelo menos 26 prefeitos eleitos pela primeira vez em 2016 deixaram de concorrer à reeleição, alguns por motivação política, mas também houve dois casos de prefeitos que faleceram no exercício do mandato, Targino Pereira, em Nova Cruz e Patricia Targino, em Pedro Velho. Os vice-prefeitos que os substituíram, Flávio Nogueira (MDB) e Derjelane Macedo (PSDB), respectivamente, tentam novo mandato nas eleições de hoje. 

Também há casos de municípios que acordos políticos levaram à substituição de candidatos, como em Rodolfo Fernandes, na região Oeste, onde o prefeito Wilson Filho passou a apoiar Wilton Monteiro, prosseguindo com o rodizio iniciado em 2016, quando o então prefeito Monteiro Neto não disputou a reeleição para que o atual prefeito apoiasse o irmão de Wilton Monteiro (MDB) em 2020. 

Singular foi o caso do prefeito de Encanto, Atevaldo Nazário da Silva, que não criou as condições políticas para passar na convenção do Republicanos, até a sua mãe, teria votado contra ele. 

Em Água Nova o afastamento da prefeita Rafaela Carvalha possibilitou que Francisco Ronaldo de Souza (DEM) assumisse o cargo e disputasse a reeleição agora, mesma coisa ocorreu com Nixon Baracho (DEM), que assumiu o posto do afastado prefeito Abelardo Rodrigues Filho, que por sua vez, emplacou o filho, Abelardo Neto, como candidato a vice na chapa de Baracho.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: :

imagem-logo