sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Pesquisa vai levantar perfil da Covid-19 em todo o RN

Uma nova medida para o enfrentamento e controle da Covid-19 foi anunciada nesta sexta-feira (27) pelo Governo do Estado: a pesquisa Inquérito Sorológico de Base Populacional - Prevalência de infecção por Covid-19 no RN. Serão aplicados 24 mil questionários e testes às famílias em 7 mil domicílios, nas 8 regiões do estado - Pau dos Ferros, Mossoró, Assu, Natal, João Câmara, São José do Mipibu, Santa Cruz e Caicó.  

O trabalho inicia na primeira semana de dezembro e será feito em três etapas, com intervalo de uma semana entre elas. A pesquisa tem o apoio do Comitê Científico de assessoramento ao Governo do Estado para a pandemia composto por especialistas e pesquisadores da UFRN, UERN, IFRN e do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. O questionário terá perguntas referentes a sintomas, estado de saúde, idade, comorbidades, entre outras questões importantes. Em cada município serão vinte entrevistadores e pesquisadores que farão a aplicação do questionário. Ao todo serão 160 pesquisadores em campo.  

A presença das equipes nas cidades e a visitação às residências será acompanhada por policiais militares, garantindo a segurança de todos.  

"Essa é mais uma medida de grande importância. Teremos equipes de profissionais qualificados que irão às casas das pessoas fazer a pesquisa e subsidiar um estudo para mostrar quais as novas ações que deveremos tomar para enfrentar a pandemia e salvar vidas. Por meio da Secretaria estadual de Saúde, o Governo já investiu R$ 236,8 milhões no combate à pandemia com recursos federais e próprios do RN. Em toda a história do SUS foram implantados 380 leitos UTI em nosso estado. Nós, com muito trabalho, dedicação e compromisso, implantamos 611 leitos durante a pandemia que ficarão para o atendimento geral à população. O Governo contratou mais de 3 mil profissionais da saúde, entre concursados e temporários, para uma melhor assistência à saúde", afirmou a governadora Fátima Bezerra.  

Ela destacou o acerto das medidas no combate à Covid. "As ações que tomamos refletem a seriedade, o compromisso e a transparência da gestão. Decidimos pela suspensão e retorno às atividades nos momentos certos, sempre ouvindo e respeitando a ciência. O controle da pandemia em nosso estado é resultado das medidas que tomamos", registrou.  

A governadora, entretanto, alertou para a necessidade da população continuar respeitando as normas de protetivas – usar máscara, lavar as mãos com frequência e evitar aglomerações.  "A pandemia não acabou e ainda não temos uma política nacional de imunização. Portanto, não vamos dar trégua ao vírus. Devemos manter todos os cuidados, protegendo a nós mesmos e os outros", concluiu.  

Professor da UFRN e integrante do Comitê de Especialistas que assessora o Governo do Estado na pandemia, Ângelo Roncali confirmou que a identificação e registro de casos é subestimada e que a pesquisa "vai produzir estimativas de prevalência e condição das pessoas utilizando metodologia aprovada pela Organização Mundial da Saúde”. O recorte amostral é o mesmo utilizado pelo IBGE, cobrindo os municípios por inteiro, explicou Roncali para acrescentar que o estudo foi aprovado pelo comitê de ética da UFRN.  

TESTAGEM  

A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Alessandra Luchesi informou que a pesquisa também vai identificar a transmissão familiar da Covid-19. Além de responder aos questionários, as famílias serão testadas com exame de sangue que terão o resultado liberado em 20 minutos.  A presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde dos Municípios (Cosems), Maria Elisa Garcia, disse que a iniciativa é de grande importância para os municípios, uma vez que dará um panorama geral da pandemia e do seu comportamento.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: :

imagem-logo