domingo, 7 de março de 2021

Forças integradas de segurança fiscalizam toque de recolher

Após a saída das forças integradas da Segurança Pública – estaduais e municipais da Capital – do Centro Administrativo, no bairro de Lagoa Nova, em Natal (RN) no final da tarde deste sábado (06), a fim de fiscalizarem o cumprimento do decreto estadual que determina o toque de recolher a partir das 20h, a governadora Fátima Bezerra e o vice-governador Antenor Roberto circularam pelas principais vias de Natal. Da zona Sul à zona Norte, a operação obteve êxito em seu propósito de diminuir o fluxo de pessoas nas ruas.    

“A operação é um sucesso. Quem ama cuida, quem ama protege. Quero dizer de toda nossa gratidão, por Natal e por todo o Rio Grande do Norte, que estão dando mais essa lição de responsabilidade, de solidariedade, e que o momento, sim, é de muita união, para que a gente possa salvar vidas. Isso sim é o pacto em defesa da vida”, externou a governadora.    

As tropas da segurança saíram a campo praticamente no mesmo horário, consolidando a operação em todos os 167 municípios do estado. “O povo potiguar, em Natal, Mossoró, Pau dos Ferros, Currais Novos, Caicó, e demais cidades e regiões, está consciente de que estamos numa situação grave e a pandemia assumiu ares de extrema gravidade. Felizmente, as pessoas se recolheram a partir da hora determinada. Se cada um fizer a sua parte e usar máscara, vamos buscar cada vez mais garantir o isolamento social para diminuir o nível de contaminação, de casos graves e de mortes no Rio Grande do Norte”, declarou Antenor.   

No ato da saída das tropas, o coordenador do Pacto pela Vida, Fernando Mineiro, que é secretário extraordinário de Metas, Projetos e Relações Institucionais do Governo, fez uma saudação a todos os agentes presentes. “O nosso estado é destaque e exemplo nacional de integração das forças. Nós trabalhamos em total união, sem conflitos.  

O Rio Grande do Norte não é uma ilha. A covid está avançando. As notícias que vêm do Sul, do Sudeste, do Rio de Janeiro, de São Paulo dão conta de que a pandemia está avançando, não é só aqui. Iniciada às 20h do dia 06, com meta de ser concluída às 6h de segunda-feira, dia 08, o toque de recolher no final de semana terá duração de 34 horas. “Não temos como tomar medidas mais duras porque não temos auxílio emergencial. Bom trabalho e que Deus os proteja”, concluiu.   

A operação Toque de Recolher tem o objetivo de fiscalizar, orientar e coibir aglomerações, possíveis eventos, som alto, paredões. A partir das 20h, é proibido estar em praças, calçadas, ou circulando sem necessidade.  

Comandada pelo secretário de segurança, coronel Francisco Araújo, a concentração das tropas no Centro Administrativo também contou com a presença do secretário adjunto, delegado Osmir Monte; da delegada geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva; do comandante da Polícia Militar, coronel Alarico Azevedo; do comandante do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRN), coronel Monteiro Júnior; além dos representantes dos órgãos municipais participantes,  Guarda Municipal, Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) e  STTU (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana).  

De segunda à sexta, o toque de recolher começa às 20h e vai até as 6h do dia seguinte.  Nos domingos e feriados, o dia todo.   

Foto: Sandro Menezes/Assecom-RN
 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: :

imagem-logo