segunda-feira, 4 de outubro de 2021

Assembleia Legislativa lança campanhas “Outubro Rosa e Lenço Solidário”

No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a cada dois minutos uma mulher é diagnosticada com câncer de mama. Até 2022, a estimativa é que sejam diagnosticados 66 mil casos novos. O mesmo instituto estima 1.130 novos casos da doença no Rio Grande do Norte em 2021, sendo mais de 50% diagnosticados já em estágio avançado.    

Pensando em chamar a atenção da sociedade para o tema, a Frente Parlamentar da Mulher da Assembleia Legislativa lançou oficialmente o “Outubro Rosa” e a campanha “Lenço Solidário” de arrecadação de lenços, durante solenidade realizada nesta segunda-feira (04).   

Ao abrir os trabalhos, a presidente da Frente Parlamentar da Mulher, deputada Cristiane Dantas (SDD) destacou que o câncer de mama é um dos desafios no cenário atual de pandemia no Brasil, por ser o tipo de câncer que mais acomete as mulheres. “Por isso, é muito preocupante saber que a pandemia dificultou ainda mais a vida das mulheres em sua rotina de saúde, na realização dos exames de rastreio, visto que quando descoberto no início, há mais de 90% de chance de cura”, disse.   

Sobre a campanha “Lenço Solidário”, Cristiane explicou a importância de a sociedade participar. “A doação de lenços para as mulheres carentes que estão em tratamento tem o objetivo de devolver a autoestima a essas pacientes em um dos momentos mais delicados da vida”, justificou.   

Presente à solenidade, mesmo em período de licença maternidade, a deputada Eudiane Macedo (Republicanos) destacou a importância do Outubro Rosa na disseminação da informação sobre o diagnóstico precoce. “Quanto mas se dá visibilidade ao tema, mais chance as mulheres portadoras do câncer de mama, que ainda não sabem, têm de serem curadas”, ressaltou.  

A mamografia de rotina é o método mais eficaz para o diagnóstico do câncer de mama em estágio inicial, possibilitando a cura em mais de 90% dos casos. O exame é indicado para mulheres assintomáticas, ou seja, sem anormalidades na estrutura mamária. Ainda de acordo com o Inca, a mamografia periódica permite uma redução de cerca de 30% na mortalidade por câncer de mama em mulheres de 40 a 69 anos.    

Presente de forma virtual, a médica mastologista e presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia no RN, Daniella da Gama Dantas, frisou a importância da sociedade olhar para a causa e proteger essas mulheres portadoras do câncer de mama. “Essa campanha tem o objetivo principal de salvar vidas, com a realização de exames de rastreamento, como a mamografia”. Sobre a campanha de doação de lenços, a médica convidou a população a participar “Convido você que tem um lenço a doar a fazê-lo. Assim doará beleza, vida e cor a essas mulheres”, convocou.   

Também de forma virtual, Luciana Bezerra, representante da Ampare/RN, participou da solenidade, reforçando a necessidade do lenço, principalmente para as pacientes mais carentes. “Estimulando a doação de lenços estamos dando as mãos a essas mulheres e enfrentando, juntas, a luta contra essa doença”, incentivou.   

A vereadora de Natal Divaneide Basílio (PT) destacou o trabalho que vem sendo realizado, através da Frente Parlamentar da Mulher na Câmara Municipal de Natal. “Quando construímos política com afeto a gente chega mais longe, transformando dor em força. Afinal, uma mulher acolhe outra e faz uma sociedade inteira ser acolhida. É isso que temos feito na Câmara Municipal de Natal”, discursou.   

Na ocasião, a vereadora - levando em consideração o cenário pandêmico,  propôs ainda uma campanha de arrecadação de máscaras, sugestão acatada por todos.

O trabalho desenvolvido pelo Grupo Reviver, que em 2022 completará 10 anos de atuação, com a proposta de levar aos quatro cantos do estado a realização gratuita de mamografias e ultrassom mamária, foi ressaltado por Hilneth Correia, que chamou atenção do apoio do homem, incentivando sua companheira a realizar o autoexame e a mamografia. “Os homens precisam fazer a sua parte e incentivar sua companheira a fazer o autoexame e a mamografia todos os anos”, disse.   

As dificuldades enfrentadas pelas mulheres nos últimos meses foram destacadas pela representante do Grupo Despertar, Gilvanete Guedes, que convocou a população a buscar seus direitos a saúde pública de qualidade. “Esse é um senso de urgência por que o câncer não espera, pelo contrário, ele segue devastando vidas. Por isso a importância desse mês de conscientização”, destacou.    

A presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Magda Maria de Oliveira Silva, demonstrou preocupação com os possíveis casos graves que chegarão à rede pública de saúde nos próximos dias. Ela destacou ainda a necessidade e importância da doação de lenços. “Parabenizo a ação de busca a doação de lenços, permitindo que as mulheres em tratamento possam continuar com a autoestima elevada mesmo em momento difícil como é o período de tratamento”, clamou.   

O autoexame e a informação pautaram a fala da representante da Onco e Vida, Michele Costa. “O diagnóstico precoce é essencial para a cura. Por isso a informação precisa chegar em mais gente possível. Cada um de nós temos um papel preponderante nessa luta”, disse.   

Finalizando os discursos, a defensora pública e representante do Coletiva Nísia Floresta, Ana Lúcia Raimundo, clamou a todos para acolher as mulheres incentivando o autoexame e a realização da mamografia no tempo certo. “Como defensora pública eu aprendi a apoiar o mais carente. Isso precisa ser feito com as mulheres. Precisamos pensar nos outros com empatia. Uma atitude dessa pode fazer toda diferença e salvar vidas”, clamou.   

Encerrando a solenidade, a deputada Cristiane Dantas explicou que no dia 29 de outubro, a Frente Parlamentar da Mulher fará o encerramento da campanha com a entrega dos lenços arrecadados para a Liga Contra o Câncer e aos grupos de apoio. “Será o momento de encerramento desta campanha, que é reforçada no mês de outubro, mas que fazemos questão que ela aconteça com outras ações o ano inteiro”, finalizou.   

A deputada estadual Isolda Dantas participaria da solenidade via internet, mas por problemas com a rede mundial de internet, registrado na tarde desta segunda-feira em todo o Brasil, não houve interação.   

A Frente Parlamentar da Mulher composta pelas deputadas Cristiane Dantas (SDD), Eudiane Macedo (Republicanos) e Isolda Dantas (PT) desenvolve ações e criação de leis que buscam a implementação de políticas públicas que reforçam os direitos das mulheres durante o ano inteiro.   

O Outubro Rosa surgiu há cerca de 20 anos nos Estados Unidos e ganhou alcance mundial. Pelo 14º ano, a Liga entra na luta para conscientizar e mobilizar a sociedade para o combate ao câncer de mama - um dos tipos de câncer mais comuns entre as mulheres, que corresponde a 29,7% dos novos casos da doença a cada ano no Brasil.   

Campanha “Lenço Solidário” 
 

Nenhum comentário

Postar um comentário

Desenvolvido Por: Editado Por: :

imagem-logo